Show inédito de Ana Flor de Carvalho em Goiânia anima A Casa de Vidro (Sexta, 31/01/2020)

A Casa de Vidro Ponto de Cultura promoveu o show, inédito em Goiânia, de Ana Flor de Carvalho (página do evento no Facebook / reportagem no O Que Rola). Acompanhada por uma banda cheia de suingue e unida por laços sanguíneos, Flor dividiu o palco com seus irmãos Noel Carvalho (bateria), Daniel Pregnolatto (guitarra), Emanuel Pregnolatto (baixo) e amigo Marcos Galvel Morais (teclado) e propiciou uma noite envolvente com muita dança n’A Casa de Vidro.

FOTOS DO EVENTO – Por Fernandinha (@Maria Tatuaria)

RELEASE

Todo jardim precisa de terra boa, luz e muita água. Ana Flor de Carvalho, ou só FLOR, brota de um jardim fértil, nasce forte e tem tudo isso na sua música. A terra, o chão vem da sua ancestralidade, da sua relação com a cultura popular. É filha do mestre Tião Carvalho (Wikipedia – Cravo Albin) e, desde criança, conviveu com a música dentro de casa.


Flor vivenciou diversas expressões e matrizes da cultura popular brasileira em grupos como Cupuaçu (SP) e Flor de Pequi (GO). Mas, Flor também desbravou e continua a desbravar outros terrenos, como a banda Zafenate e o Forró do Assaré, e agora com este projeto solo e autoral.

A luz emana dela mesma – de dentro, do seu percurso da vida, do seu ser feminino. De temperamento intempestivo, FLOR está sempre de prontidão; não para o conflito, necessariamente, mas para os afetos – seja o amor ou não, mas sempre intensa. Sua música traz essa energia, fluindo de momentos rock n’roll e urbanos a outros, caipiras e idílicos.

A água vem da saliva, do verbo, gastado nos versos das canções. São canções que se alternam num movimento pendular, hora viscerais – explosivas e cheias de verdades pessoais -, hora debochadas – balançadas, auto irônicas, mas não menos verdadeiras. Entoadas por sua voz árida e potente, trazem a sensação que fazem qualquer sertão virar mar (ou um belo e estranho jardim).”

View this post on Instagram

Na próxima Sexta (31/01/2020), um lindo show com @oficialanaflor, acompanhada por músicos de primeira, aqui em @acasadevidro_pontodecultura! Banda: Noel Carvalho (@noel.som), @danielpregnolatto, @emanueleall, @marcosgalvel. Casa aberta a partir das 17h, show às 21h. Ingressos $10. Não percam, oportunidade única! E se liguem na promoção: marque 3 amigos nos comentários e concorra a um par de ingressos gratuitos. Resultado será divulgado no dia do evento. Saiba mais: "Todo jardim precisa de terra boa, luz e muita água. Ana Flor de Carvalho, ou só
FLOR, brota de um jardim fértil, nasce forte e tem tudo isso na sua música.
A terra, o chão vem da sua ancestralidade, da sua relação com a cultura popular. É
filha do mestre Tião Carvalho e, desde criança, conviveu com a música dentro de
casa. Vivenciou diversas expressões e matrizes da cultura popular brasileira em grupo
como Cupuaçu (SP) e Flor de Pequi (GO). Mas, Flor também desbravou e continua a
desbravar outros terrenos, como a banda Zafenate e o Forró do Assaré, e agora com
este projeto solo e autoral. A luz emana dela mesma – de dentro, do seu percurso da vida, do seu ser feminino.
De temperamento intempestivo, FLOR está sempre de prontidão; não para o conflito, necessariamente, mas para os afetos – seja o amor ou não, mas sempre intensa. Sua
música traz essa energia, fluindo de momentos rock n’roll e urbanos a outros, caipiras
e idílicos. A água vem da saliva, do verbo, gastado nos versos das canções. São canções que
se alternam num movimento pendular, hora viscerais – explosivas e cheias de
verdades pessoais -, hora debochadas – balançadas, auto irônicas, mas não menos
verdadeiras. Entoadas por sua voz árida e potente, trazem a sensação que fazem
qualquer sertão virar mar (ou um belo e estranho jardim)."

A post shared by A Casa de Vidro (@acasadevidro_pontodecultura) on

OUÇA FLOR:

“Salomé” (Single)

“Delito” (Ao Vivo)

“Carroça” (Ao Vivo)

“Meu Xuxu” (Ao Vivo)

“Treta” (Ao Vivo)

Saiba mais