Relembrando a Comuna de Paris…

O DIA EM QUE A COMUNA FOI ASSASSINADA…

Em 28 de Maio de 1871, a Comuna de Paris, um dos mais importantes experimentos revolucionários do século XIX, após 72 dias de vida do novo regime, é massacrada pelos exércitos reacionários de Versalhes; pelo menos 20.000 parisienses foram chacinados nas ruas da capital francesa pelas forças brutais de restauração do capitalismo; além disso, mais de 7.000 communards foram encarcerados ou deportados para a Guiana. Relembremos alguns testemunhos sobre a Comuna por Marx, Lênin e Kropotkin!

“A Paris operária, com a sua Comuna, será para sempre celebrada como a gloriosa percursora de uma sociedade nova. A recordação dos seus mártires conserva-se piedosamente no grande coração da classe operária. Quanto aos seus exterminadores, a História já os pregou a um pelourinho eterno, e todas as orações dos seus padres não conseguirão resgatá-los. O verdadeiro segredo da Comuna residiu em ser essencialmente um Governo da classe operária, o produto da luta de classes dos produtores contra a classe dos expropriadores, a forma política por fim descoberta, pela qual se podia realizar a emancipação econômica do trabalho.” – KARL MARX

* * * * *

“A memória dos combatentes da Comuna é exaltada não só pelos operários franceses como também pelo proletariado de todo o mundo, pois ela não lutou apenas por um objetivo local ou nacional estreito, mas pela emancipação de toda a humanidade trabalhadora, de todos os humilhados e ofendidos. Como combatente de vanguarda da revolução social, a Comuna obteve a simpatia onde quer que sofra e lute o proletariado. O quadro de sua vida e de sua morte, o exemplo de um governo operário que conquistou e reteve em suas mãos durante mais de dois meses a capital do mundo, o espetáculo da heróica luta do proletariado e seus sofrimentos depois da derrota, tudo isso têm levantado a moral de milhões de operários, têm alentado suas esperanças e têm ganho suas simpatias para o socialismo. O troar dos canhões de Paris despertou de seu profundo sono as camadas mais atrasadas do proletariado e deu em todas as partes um impulso à propaganda socialista revolucionária. Por isso não morreu a causa da Comuna, por isso segue vivendo até hoje em dia em cada um de nós. A causa da Comuna é a causa da revolução social, é a causa da completa emancipação política e econômica dos trabalhadores, é a causa do proletariado mundial. E neste sentido é imortal…” – VLADIMIR LÊNIN

* * * * *

“No dia 18 de março de 1871, o povo de Paris se levantou contra um poder detestado e desprezado, e proclamou a cidade de Paris independente, livre, só pertencente a si mesma. Neste dia, os governantes se eclipsaram diante do povo armado, que desceu às ruas: a tropa abandonou a cidade, os funcionários se apressaram em correr para Versalhes… O governo evaporou como uma poça de água pútrida ao sopro de um vento de primavera. Como é sempre o caso para as grandes ideias, esta não foi o produto de conceitos de um filósofo ou de um indivíduo: ela nasceu dentro do espírito coletivo, saiu do coração do povo inteiro, e muitos não se davam conta da revolução que eles inauguravam, da fecundidade do novo princípio que eles buscavam pôr em execução. Dez anos já se passaram deste aquele dia e a ele que se vinculam nossos melhores souvenirs. É o aniversário daquele dia memorável que o proletariado se propõe hoje a festejar solenemente… centenas de milhares de corações trabalhadores batendo em uníssono, fraternizando através das fronteiras e dos oceanos… De onde vem esta força irresistível que atrai para o movimento de 1871 as simpatias de todas as massas de oprimidos? Que ideia representa a Comuna de Paris? E por que esta ideia é tão atraente para os proletários de todas as pátrias, de todas as nacionalidades? A resposta é fácil – A revolução de 1871 foi um movimento eminentemente popular. Feita pelo povo ele-mesmo, nascida espontaneamente do seio das massas, foi na grande massa popular que encontrou seus defensores, seus heróis, seus mártires…” – KROPOTKIN  (Paroles D’un Revolté, Capítulo “La Commune de Paris”, Paris: Flamarion, 1978, pg. 103.)

* * * * *

commune-posterLA COMMUNE (PARIS 1871)
Um filme de Peter Watkins
Assista-o completo…
Parte 01 – Parte 02
Legendas em inglês.

SIGA VIAGEM…