Mixtape da Música Brasileira – 18ª Edição (10 sons, incluindo Chico Science, Jards Macalé, B Negão, Luiz Tatit & Ná Ozzetti, Duofel…)

BRASILEIRADA! [Mixtape de Música Brasileira – 18a Edição]

01. WILSON DAS NEVES, “Essa Moça Tá Diferente” (Chico Buarque)
02. CHICO SCIENCE, “Banditismo por uma Questão de Classe”
03. R. RABELLO & DINO 7 CORDAS, “Conversa de Botequim”
04. B NEGÃO & OS SELETORES DE FREQUÊNCIA, “Proceder/Caminhar”
05. JARDS MACALÉ, “Pano Pra Manga”
06. EDNARDO, “Varal”
07. LUIZ TATIT & NÁ OZZETTI, “Tanto Amor”
08. DUOFEL, “Reggae por Nós”
09. BLUBELL, “Who’s the Freak?”
10. BARRA FUNDA FIGHTERS, “Estágio Lunar”

Coleta de Música Brasileira (Volume VI)

01. Raul Seixas, “Sociedade Alternativa”; 02. Os Mutantes, “Tecnicolor”; 03. A Banda Tropicalista do Rogério Duprat, “Chega de Saudade”; 04. Gilberto Gil, “Back in Bahia”; 05. Marcelo D2, “A Maldição do Samba”; 06. Fino Coletivo, “Uma Raiz, Uma Flor” (Wado); 07. Graveola e o Lixo Polifônico, “Desdenha”; 08. Siba, “Cantando Ciranda na Beira do Mar”; 09. Cambriana, “The Sad Facts”; 10. Sérgio Sampaio, “Brasília”; 11. Jorge Mautner, “Maracatu Atômico”; 12. Raul Seixas, “Metamorfose Ambulante”.

Documentário (curta-metragem) “Um Sampaio Teimoso”
[ http://youtu.be/IRzsrxGdBLM ]

 VOLUMES ANTERIORES: CINCO – QUATRO – TRÊS – DOIS – UM

:: Mosaicos da Nova Música Independente Brasileira ::

Viaje por alguns dos rebentos da música indiegena brazuca nestas coletâneas. Suba o volume, clique play e boa jornada!



Móveis Coloniais de Acaju
– “Menina Moça” (Distrito Federal)
Garotas Suecas – “Tudo Bem”
Karnak – “Universo Umbigo”
Sérgio Sampaio – “Polícia Cachorro Bandido Dentista”
Pata de Elefante – “Um Olho no Fósforo…”
Fusile – “No Puedo Pagar”
Orquestra Imperial & Rodrigo Amarante – “Obssessão”
Skuba – “Borracho”
Maglore – “Tão Além”
Pó de Ser – “De Repente”

Fusile – “Combat Samba” (Minas Gerais)
Los Porongas – “Ao Cruzeiro” (Acre)
Maglore – “Tão Além” (Bahia)
Apanhador Só – “O Rei e o Zé” (Rio Grande do Sul)
Orquestra Imperial – “Sem Compromisso” (Rio de Janeiro)
Wado e o Realismo Fantástico – “Tormenta” (Alagoas)
Graveola e o Lixo Polifônico – “Blues Via Satélite” (Minas Gerais)
Tulipa Ruiz  “Efêmera” (Minas Gerais/São Paulo)
Umbando – “Capiau do Cosmos” (Goiás)
Plano Próximo – “Eu Só Queria Conhecer Teu Cachorro” (São Paulo)
Space Monkeys – “Under Arrest” (Goiás)
INI – “Cru” (São Paulo)
Zander – “Auto-falantes” (Rio de Janeiro)
Wado e o Realismo Fantástico – “Grande Poder”
Plástico Lunar – “Boca Aberta”
Saco de Ratos – “Boêmios Errantes”
Vícios da Era – “Nos Eixos da Ilusão”
Cícero – “Laiá Iáiá”
Criolo – “Bogotá”
Casuarina – “Terra Firme”
Mariana Aydar – “Tá?”
Radiocarbono – “O Vôo de Samsa”
Dona Zica – “Protesto Pessoal”
Mini Box Lunar – “Piquinique no Espaço”
Mersault e a Máquina de Escrever – “Prostituto”
Tiê – “Passarinho”
Céu – “Retrovisor”
 
* * * * *
Vivendo do Ócio – “Silas”
Nevilton – “Pressuposto”
Diego e o Sindicato – “Animal Irracional”
Amp – Acidez (Sinestesia)
Black Drawing Chalks – “My Radio”
Luxúria – “Frankenstein do Subúrbio”
Alarde – “Vida Bandida”
Transmissor – “Só Se For Domingo”
Rinoceronte – “O Choque”
Mukeka di Rato – “Carne”
Ultravespa – “Motel Barato”
Aurora Rules – “Eu Vou Vencer”
* * * * *
Mais sobre música e cultura independente, antenem-se nos meus outros blogs: